Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Visitantes

É só mais um dia de trabalho

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Mais um dia de trabalho para Rogério, e la ia ele não tão empolgado assim, mas sabia que igual ele havia varias pessoas que também estavam na luta. Lembrou-se de Natália que aguentava o Trem e Metro lotado logo cedo. Se lembrou também de Cléber que tinha que aguentar aquele chefe chato, e também de Lucas que era zuado diariamente pelos colegas de trabalho e ainda assim continua firme trabalhando. Rogério pensando assim via que não tinha desculpas para ficar em casa, tinha que ir sim trabalhar.

Ao se sentar no seu escritório ele estava feliz por pelo menos já ter vencido o primeiro desafio do dia, venceu a preguiça e a falta de vontade de trabalhar, só que ele sabia que muitas lutas ainda viriam de vir pelo dia. Ao olhar para o computador viu que tinha muito trabalho para realizar, então começou a bater aquele estresse do dia. Ficava bravo porque ainda era segunda feira e já estava cansado, mesmo assim bora para a luta. Rogério seguiu trabalhando e trabalhando, pois precisava do dinheiro no fim do mês. Continuava a se lembrar dos amigos para poder se motivar e seguir trabalhando.


Rogério tentava se concentrar quando de repente chegou a sua mente aquelas perguntas: "por que você esta trabalhando aqui?", "podia arrumar algo melhor". Mas ele conhecia a sua mente e sabia que a maioria desses pensamentos eram apenas várias daquelas mentiras que a mente prega, então seguiu trabalhando, pois tinha prazos a cumprir. Depois dos pensamentos negativos em relação ao trabalho começaram a vir pensamentos sobre diversos outros assuntos. Precisava de um psicologo, pensava ele. Mas esse também era só mais um pensamento, e aos poucos ele foi vendo que a maioria dos pensamentos eram para impossibilitá-lo de avançar e crescer. Sendo assim ele conseguiu se estabilizar e seguir o seu trabalho.

Mas o dia no trabalho não é apenas sobre lutas internas, pois ainda possuem as lutas externas, como o chefe cobrando prazos, os colegas de trabalho querendo falar de coisas que não interessam no momento, e isso atrapalha muito. Mas no dia de trabalho ainda existem as coisas boas, como a hora do café da tarde, um momento de descontração e de se alimentar, o que é sempre muito bom. Pena que esse momento dura pouco, pois o prazo estava chamando de novo, o trabalho clamava pela presença dele novamente.

Fim de expediente, hora de descansar não é mesmo? Bom, para alguns sim, mas para outros ainda não. Olhando para os mais jovens Rogério via vários deles indo para a faculdade, outros para a casa da namorada e tinha até mesmo aqueles que iam para um outro emprego, para ganharem um dinheiro extra. Rogério ia para a casa, mesmo cansado e em alguns dias com dor de cabeça, mas mesmo assim ia direto para a casa, como o sentimento de dever cumprido. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

Most Reading