Minha lista de blogs

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Visitantes

P.A Entrevista #8 - Tiago Moralles

terça-feira, 31 de maio de 2016

Você já ouviu falar de Microcontos? Pois a entrevista dessa semana é com o escritor de Microcontos Tiago Moralles, que em seu Blog Penates escreve historias curtas, com poucas letras. Além de ser escritor de Microcontos ele também é redator publicitário e já escreveu um livro de contos chamado "São Paulo cidade expressa". Vamos a entrevista:

 
 1-) Como você percebeu que tinha talento para a escrita?
Cara, na real, eu sempre fui uma negação para Português. Eu era muito bom com Matemática. E ser ruim em Português fez eu me cobrar por isso. Ai você acaba lendo mais, e por ler mais acaba escrevendo mais, e por escrever mais acaba melhorando um pouco
 
2-) Por que escrever Microcontos?
Então, eu comecei com Microcontos porque foi o gênero que me chamou a atenção. Simples assim. Gosto. Mas antes dos Microcontos eu já escrevia umas crônicas. Os Microcontos foram só uma forma literária de usar uma ferramenta , que na época era o Twitter.
 
3-) Como surgem as ideias para escrever Microcontos?
As ideias de um Microconto, pra mim, surgem da mesma forma de ideia para um texto maior. Não vejo distinção. A diferença é que as vezes você não precisa dizer muito para contar uma história, só isso.
 
4-) Existe espaço para os Microcontos se tornarem mais populares no Brasil?
Existe espaço e público. O problema é que muitos Microcontistas misturam o foco, então um Microconto deixa de ser uma história, pra virar uma reflexão, uma frase de efeito, um pensamento. E o que tinha potencial de ser história, deixa de ser. Mas nada muito grave. Só acho que as micronarrativas não vão mais tão longe por coisas assim.
 
5-) Trabalhar com publicidade influência de que maneira a sua escrita?
No caso dos Microcontos, influência na concisão. A publicidade exige sempre um resumo da mensagem. Ou pra 30 segundos na TV ou para um titulo na revista. Então exercitar a narrativa rápida é sempre bom. Por outro lado a publicidade pede cada vez mais uma "história" na hora de criar uma campanha, por exemplo. E ter o olhar treinado para narrativas ajuda mais ainda.
 


Diários roubados - Diário de um Petista

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Diário precisamos anunciar a todos os quatro ventos, precisamos gritar e proclamar em todo o país o que esta acontecendo. É GOLPE, É GOLPE, NÓS ESTAMOS SOFRENDO UM GOLPE. Calma? Você me diz para ter calma Diário? Como eu posso ter calma com toda essa revolução da direita coxinha em nosso país. A nossa Presidenta Dilma foi afastada do cargo e isso me indigna. Como eu posso aceitar uma coisa dessa? Como que o Brasil permitiu isso? Estamos novamente vivendo os dias de Ditadura. Daqui a pouco Diário, nem mesmo vou poder mais escrever em você, pois eles estão derrubando tudo, é golpe meu caro, é golpe!


O povo esta esquecendo tudo aquilo que o nosso companheiro Lula conquistou, estão se esquecendo do Bolsa família, do projeto Minha casa Minha vida, da transformação e mudança em todo o Nordeste. Meu companheiro Diário, não podemos deixar de lutar, não podemos deixar os coxinhas nos vencer, temos que revolucionar o Brasil. Esse Impeachment é um golpe, é uma afronta a democracia brasileira. Nossa Presidenta não merece isso, uma mulher tão batalhadora e vencedora. O que? Por que esta me olhando desse jeito? você quer saber demais. Lava jato? Mensalão? Pedalada fiscal? Pare com isso Diário, isso é golpe!

Guerra civil X Origem da justiça

terça-feira, 17 de maio de 2016

Neste semestre tivemos uma disputa entre as duas maiores marcas dos quadrinhos, a Marvel e a DC, que acabaram se enfrentando no cinema com os seus maiores heróis lutando entre si. A Marvel já vem a anos tendo sucesso em seus filmes e conseguiu construir uma ótima estrutura, e então a DC depois de ter diversos desastres com seus filmes resolveu tentar fazer as coisas direito. Digo tentar, porque de inicio parece que eles ainda vão ter muitas coisas para arrumar. O projeto final é o mesmo, apresentar seus heróis e por fim juntá-los em uma super equipe, mas vejamos quem conseguira fazer isso da melhor forma.

 
Guerra civil nos trouxe uma historia muito bem montada, onde não foi necessário apresentar muitas origens de personagens, podendo partir para o tema central, que era a batalha entre seus principais heróis. Apesar de não seguir a historia da mesma maneira que os quadrinhos o filme não deixa a desejar e faz jus ao nome, pois existe um conflito entre os seus personagens. A minha grande critica aos filmes da Marvel era o excesso de humor, mas aqui vemos enfim um filme mais sério, que consegue ter suas doses de humor no momento certo. Tony Stark e Steve Rogers são mostrados mais humanos e tendo cada um que assumir as consequências de suas escolhas. O ponto alto do filme sem duvida é a aparição do Homem Aranha, com muito humor e enfim levando os fãs a loucura ao juntá-lo aos Vingadores. Enfim, o futuro da Marvel continua brilhante.
 
 
 
Por outro lado a DC resolveu iniciar a sua franquia de filmes com o Superman, onde foi mostrado a sua origem e inicio da vida como herói, um filme que achei inclusive muito bom. Para alegria dos fãs a sequência trouxe Batman para a historia, junto com a Mulher Maravilha, e o inicio para começar a Liga da justiça. O problema deste novo filme é a falta de estrutura, onde as informações são jogadas com um roteiro fraco e que peca em vários momentos. Batman é o melhor personagem do filme, onde finalmente temos um herói como o dos quadrinhos, sombrio e colocando medo nos inimigos. O superman não esta mal, mas seus poderes foram pouco aproveitados e sua inteligência diminuída. Mas o ponto falho do filme é o vilão Lex Luthor, que parecia uma cópia ruim do Coringa, cheio de tremeliques de adolescente e sem a sua frieza já conhecida. A DC tem muito a corrigir nos próximos filmes, e espero que consigam melhorar, ainda mais com a ótima fotografia e clima dark de seus filmes. que esperam agora um roteiro que faça justiça aos personagens.
 
 
 

 

Blogger news

Blogroll

Most Reading