Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Visitantes

As ruas que falam!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Andava pelas ruas da minha infância, e acabei observando a casa onde a minha tia morava. Ao vê-la me lembrei de quando jogava futebol com meu primo no quintal. Seguindo em frente passei pela escola onde estudei e a emoção me pegou de jeito. Me lembrei dos dias em que ficava em frente do portão da escola conversando com colegas que eu achei que seriam amigos para a vida inteira, mas a vida inteira só durou alguns anos de estudo. Depois? Cada um para o seu lado. Mas a escola não era feita apenas dos colegas, também havia os professores, também havia os dias de InterClasses, também havia a rotina diária, momentos que são relâmpagos na minha mente, pois nem me lembro deles tão bem assim. Pois é, são as ruas que falam, já que enquanto ando, as memória aparecem.


Black Mirror - USS Callister: uma fuga para outro mundo

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

A quarta temporada de Black Mirror estreou no fim de 2017 e trouxe seis episódios onde vemos as consequências da tecnologia dentro da nossa rotina. Em nosso Blog iremos falar de alguns episódios da série, trazendo uma visão mais profunda sobre a mensagem que cada episódio busca transmitir. Nosso primeiro texto será sobre o primeiro episódio da quarta temporada, onde a história traz o solitário programador Robert, que é uma pessoa amarga e com dificuldades de se relacionar, então ele acaba criando um jogo similar a Star Trek, onde ele transfere através do DNA, pessoas que trabalham com ele para esse ambiente. É dentro desse mundo que Robert se torna um ditador e coloca toda a sua raiva para fora, escravizando aqueles que o desprezam no mundo real. Tudo meio estranho e meio egoísta, certo? Mas será que também não fugimos da realidade para viver em mundos paralelos?


O velho Federer é o novo campeão

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

A idade influência em algo? A idade limita você? A idade faz de você alguém ultrapassado? O suíço Roger Federer provou na última semana que idade é apenas um número. Aos 36 anos ele venceu pela sexta vez o Australian Open, e de quebra conseguiu o seus vigésimo Grand Slam da carreira, algo inédito. Quando todos achavam que o tempo dele já tinha acabado, que os mais novos tomariam a frente, eis que Federer mostra que ainda é um monstro nas quadras, e de forma simples e clássica segue encantando e conquistando títulos. Na Austrália, com muito calor e competidores de alto nível, e em sua maioria mais novos do que ele, o suíço perdeu apenas dois sets. Isso é muito para qualquer um, ainda mais se a pessoa tiver 36 anos. Mas idade? Isso é só um número, certo Federer?


"Aquele tempo" nem sempre era melhor

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Com o passar dos anos nós vamos acumulando experiências, vivenciando as mais diversas situações, que nos trazem alegria, tristeza, medo, alivio e outros tantos sentimentos. É então que quando chegamos perto dos trinta anos vivenciamos a tal da troca de gerações, pois é quando vamos chegando na maturidade, enquanto vemos aquelas crianças se tornando adolescentes e tendo atitudes que não concordamos, achamos bobas e infantis. Notamos os jovens e ficamos horrorizados, não concordamos com seus atos e atitudes, e assim dizemos: "No meu tempo era melhor", "Esses jovens de hoje em dia são muito chatos". Mas será mesmo? Será que no seu tempo as coisas eram mesmo melhores?

 

Adeus Ronaldinho, o futebol agradece!

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Na última semana foi anunciado algo que já estava muito nítido, o craque Ronaldinho estava abandonando oficialmente os gramados, deixando um legado incrível para o mundo do futebol. Eu acompanhei Ronaldinho jogando desde o inicio de sua carreira. Me lembro da primeira vez que ele obteve destaque, quando humilhava Dunga com dribles fantásticos na final do campeonato gaúcho. Aquilo foi incrível. Quem era ele? Quem era esse cara que fazia mágica com a bola? Pois é, daquele jogo a consequência logo foi uma convocação para a seleção brasileira e o resto é história, e amigos, que história!


Kylo Ren - O vilão dessa geração MiMiMi

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

A franquia Star Wars retornou com força  total sob as mãos da Disney, buscando criar uma conexão entre os personagens antigos e também os novos personagens. A franquia sempre teve em Darth Vader o seu maior vilão, um clássico vilão vestido de negro com seu sabre de luz e todo seu contexto dramático envolvendo seu passado. Na nova fase da franquia o vilão é outro, um jovem chamado Kylo Ren, que é filho de Han Solo e Leia, além de ter sido discípulo de Luke Skywalker. Kylo é um vilão que possui um visual interessante e uma ótima interpretação do ator Adam Driver, mas acontece que ele representa muito mais do que um simples vilão. Ele possui o comportamento da maioria dos jovens da nossa geração.

Você cuida da sua saúde mental?

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Vivemos em uma época onde os maiores problemas das pessoas são em relação a sua saúde mental, nunca ouvimos falar tanto sobre depressão e ansiedade como ouvimos falar nos dias de hoje. Diversos artistas e cantores famosos acabam tirando as suas vidas por conta dessa doença maldita, invisível e feroz. Acontece que não é apenas no mundo dos famosos que tais problemas tem acontecido, mas também na vida de pessoas comuns como nós. Qualquer pessoa pode ser acometido por tais problemas psicológicos, já que estes problemas acabam sendo um reflexo da nossa sociedade atual e do estilo de vida que temos vivido. Em meio a um mundo caótico como anda a sua saúde mental?


 

POPULARES DA SEMANA