Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Visitantes

O show da banda que eu não fui

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Aquele lugar estava lotado, desde a fila até as lanchonetes em volta do estádio. A minha banda favorita iria tocar. Esperei por anos para ir naquele show. Eles já tinham vindo outras duas vezes para a cidade. Uma delas eu era muito novo e minha mãe não deixou, enquanto a outra eu estava sem dinheiro. Mas desta vez eu estaria ali, eu iria pular junto com a galera, eu iria cantar todas as músicas juntos. Ia ser demais, sim iria, se o meu chefe estivesse me liberado, se os boletos estivessem pagos e se eu não estivesse atrasado com as metas do trabalho. Pois é, e ali estava eu, vendo meus amigos postarem fotos do show nas redes sociais, outros perguntando o por que da minha ausência e outros dando graças por mim não ter ido, pois iriam assim se gabar do show que eu não fui.

Você precisa assistir Mad Men

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Imagine só, um seriado onde reúne o charme da publicidade dos anos 60 com personagens muito bem escritos e desenvolvidos. Isso é Mad Men. A história traz o diretor de criação Don Draper lidando com os desafios da publicidade e propaganda, enquanto também precisa vencer as suas crises no casamento, de identidade e também de idade. Mad Men teve sete temporadas de alto nível, ganhou muitos prêmios e levou diversos publicitários ao sonho de viver uma vida como a de Don Draper. Durante os seus episódio nada é escondido, pois é mostrado toda sujeira envolvida no meio, brigas por contas de marcas importantes, rivalidade no mercado de trabalho e todo contexto cultural que os americanos viviam naquela época. Isso sem falar na fotografia, figurino e todo ambiente sessentista que a série nos traz.


P.A Entrevista #28 - Leonardo Cesar

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Vivemos em dias onde as pessoas vivem uma vida sem tempo para nada, acabando assim com pouco tempo para praticarem exercicios fisicos, como a corrida de rua. Então, nesta semana a entrevista é com Leonardo Cesar, que pratica corrida de rua e busca mostrar nessa entrevista a importância de praticar esporte. Leonardo já participou de diversas corridas e possui um Blog sobre o tema que se chama "Pisando por ai". Então, vamos a entrevista:


Manchester á Beira-mar e os corações quebrados

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Para mim assistir filmes não é apenas um ato vazio ou de desligar a mente para deixar o tempo passar. A cada filme que assisto eu procuro aprender algo, procuro observar alguma mensagem que possa agregar valor a minha vida. Claro que sempre existem filmes aqueles filmes ruins, que da vontade de desligar tudo e fazer outra coisa, mas este filme do titulo deste texto foi um dos filmes mais marcantes que eu assisti, e um dos três melhores deste ano. Manchester á Beira-mar é um filme profundo, com uma mensagem muito bonita, onde vemos corações quebrados buscando uma reconstrução. O filme é estrelado por Casey Affleck, que ganhou o Oscar de melhor ator pelo filme, além de Manchester á Beira-mar também ter concorrido a melhor filme no Oscar e ter ganho como melhor roteiro.

Selton Mello e a paixão pelo cinema nacional

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Este ano foi um ano muito bom para o cinema nacional, com vários filmes alcançando o grande público, e aquelas velhas críticas aos filmes nacionais foram caindo. Pouco se escuta hoje em dia pessoas dizendo que o cinema nacional é feito de favelas e palavrões. Até porque os diretores e roteiristas nacionais começaram a contar histórias diferentes, histórias que emocionam, e entre eles, esta Selton Mello, um cara diferente, que busca fazer filmes que tocam as pessoas, que tragam uma mensagem. Este ano Selton lançou "O filme da minha vida", uma obra alto astral, com profundidade e uma fotografia muito bonita. Ao longo da divulgação vimos Selton percorrendo o país para falar do filme, e algo notável em cada uma de suas entrevistas era a sua paixão pelo cinema nacional.

Por quê criticamos os craques?

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Lebron James, apenas um cara que falam muito mas nunca chegara aos pés de Michael Jordan. Neymar, um moleque mimado que só sabe reclamar e cair no chão. Stephen Curry? Mala. Felipe Massa? Fraco. Ruben Barrichello? Pipoqueiro. Cesar Cielo? Achei que era melhor. Gabriel Medina? Muito marketing e pouco talento. Percebe que cada atleta famoso e de destaque recebe muitas criticas por todos os lados? Se o cara chega a ser um destaque em algum esporte, ele acaba ganhando vários haters pelo mundo. Por que será que isso acontece? Mesmo sabendo de seus números e suas conquistas, nunca é o suficiente, ainda mais se os haters possuem um outro atleta como favorito.

2 perguntas para se fazer depois de ler um livro

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Ler livros é algo mágico, pois você começa todo empolgado a ler um livro que você gosta e então você acaba sendo sugado para todo conteúdo que ele possui, e no fim da viagem, após a leitura a sua vida já não é mais a mesma, já que você acaba possuindo um novo conhecimento e uma nova visão de mundo. Todos os livros possuem um conteúdo, todo livro possui um aprendizado, ainda que não seja muito, ainda que não seja o que você esperava. Nenhum livro é ruim, nenhum livro é vazio, ele apenas não alcançou o SEU gosto pessoal, mas pode ter alcançado centenas de outras pessoas. Sendo assim, você não pode desperdiçar uma leitura, ler um livro apenas por ler, por isso sou contra a leitura dinâmica. Que sentido faz ler um livro tão rápido feito um doido? Toda vez que termino de ler um livro me faço duas perguntas:

 

POPULARES DA SEMANA