Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Visitantes

EU E O RELÓGIO

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Parece loucura, mas eu e o relógio não somos amigos. Como ser amigo de alguém assim? Como entrar em acordo com alguém não para nunca, que não volta para traz quando eu quero e também nem pensa em ir para frente quando eu desejo que ele fosse, nem que por alguns minutinhos. Ah relógio, já não sei mais o que fazer com você, e olha que já pensei em te jogar pela janela ou então destruir você completamente. Mas não, isso não adianta, eu sei que você vai aparecer de novo, eu sei que você vai me perturbar com aquele barulho irritante que você sabe qual é.


Já tentei entrar em um acordo com o relógio, eu não entro no espaço dele e assim ele também não iria me atazanar em horas que eu não quero, mas para a minha tristeza não adiantou nada. Esses dias pensei em dormir até mais tarde, mas de repente antes do sol nascer o relógio já estava fazendo aquele barulho chato para me lembrar que eu tenho que ir trabalhar. Mas assim tão cedo? Não é justo. Você acha pouco isso? Vou te contar outro caso. Um outro dia que eu queria ficar até mais tarde na rua aproveitando uma boa conversa com os amigos, eu então meio sem querer acabei dando uma pequena atenção para o fulano relógio, e você sabe o que ele me respondeu? Esta tarde, você tem que ir trabalhar no outro dia, vai para casa descansar.

E os finais de semana que passam tão rápido que eu nem percebo. Ma é claro, o relógio sai correndo feito um louco. Durante a semana ele enrola, é devagar, quase parando, até penso que ele vai desabar. Ma não, ele apenas quer aproveitar cada minuto, logo nos dias em que eu gostaria que ele corresse, assim como ele faz de sábado e domingo. Não sei se ele é meu amigo, mas sei que ele é inconveniente. Agora mesmo enquanto eu escrevo ele fica me avisando que tenho que parar, vejam só, esse tal relógio já me arrumou outra coisa para fazer. Tento argumentar, mas ele não para, segue correndo e assim vou eu parando de escrever para ir dar uma atenção para outra responsabilidade do dia, claro, até que ele me chame outra vez.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

Most Reading