Minha lista de blogs

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Visitantes

Ele gostava dela, que gostava dele, que gostava dela

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Gabriel era um cara romântico e apaixonado pela Flavia, tentava a todo custo se aproximar dela, fazer ela gostar dele, fazer ela se apaixonar do mesmo jeito que ele gostava dela.

Flavia gostava de Pedro, curtia o jeito que ele falava, gostava de como ele se comportava perto dos outros. Era o cara mais descolado da turma, se vestia bem, falava bonito e tinha influência com todos. Mas como fazer ele gostar dela? Como levar ele a olhar de uma forma diferente para ela?

Pedro estava totalmente cego de amor por Jéssica. Na última semana ele mandou flores para ela, pediu para amigos entregarem uma carta romântica. Tudo para tentar chamar a atenção, tudo para levar ela a notar que o que ele sentia era algo verdadeiro, era algo que valia a pena ser notado.

Jéssica tinha namorado Paulo por um tempo, mas eles tinham terminado o namoro já fazia duas semanas. Acontece que Jéssica estava sofrendo de amor, com uma dor que misturava saudade e raiva. Por que será que ele a deixou? Por que será que ele escolheu um outro caminho? Poxa, o que Jéssica mais queria era estar com Paulo novamente.

Paulo largou Jéssica já faz duas semanas. Ele não gostava mais dela, por isso não tinha porque continuar com algo que la na frente iria dar tudo errado e ele iria acabar sendo infeliz por toda a vida. Paulo decidiu que iria atrás de quem ele gostava de verdade, de alguém que fizesse o seu coração arder. Ele decidiu que essa pessoa era a Ana, pois ninguém mexia tanto com ele como a Ana mexia.


Ana era uma menina complicada, não conseguia gostar assim tão fácil de alguém, e sofria por isso. Ela queria se apaixonar de verdade, viver um romance como o dos seus pais, mas até agora não aparecia nada e nem ninguém que chamasse a sua atenção. Um era muito feio, o outro não trabalhava, o outro não era homem o suficiente. Mas um certo dia ela conheceu um cara novo no seu trabalho. O nome dele era Gabriel. Um cara jovem, mas que vivia no mundo da lua, talvez apaixonado por alguém.

Gabriel era um cara romântico e apaixonado pela Flavia. Tentava a todo custo se aproximar dela, fazer ela gostar dele, fazer ela se apaixonar do mesmo jeito que ele gostava dela. 

E nesse efeito dominó, cada um gostava de uma pessoa diferente e no fim nenhum teve o que queria, e acabaram também perdendo o que precisavam. A pessoa certa talvez estivesse ao lado, ou atrás de cada um, mas por preferirem olhar para outro foco perderam também a oportunidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Blogger news

Blogroll

Most Reading